sábado, 10 de abril de 2010

"Não há tempo que volte amor..."

"... vamos viver tudo que há pra viver. Vamos nos permitir..." Tempos Modernos - Lulu Santos


No dia 10 de abril do ano passado eu encerrava uma etapa muito importante da minha vida, por essa razão hoje passei o dia lembrando de muitos momentos e pessoas especiais que cruzaram o meu caminho. Foi aí também que recordei um post interessante que li no blog de uma colega jornalista e decidi acatar a sugestão .
O Eduardo Sartorato propôs, a Lian entrou no jogo e eis que eu também resolvi me juntar à ciranda. A proposta consiste em relembrar o que você fazia em um passado próximo e em um passado nem tão próximo assim.

Let’s start:

1 dia atrás (09 de abril de 2010): Festa de despedida da Claudia. Após três meses vivendo em Goiânia e participando de um intercâmbio pela AIESEC, minha amiga Claudia retorna ao Chile deixando saudades e uma coleção de lembranças boas. Vou sentir sua falta “chica”!

1 semana atrás (abril de 2010): Feriadão em Goiânia. Almoço na casa da vovó. Tarde no Frans Café. Pipoca, sessão cinema em casa, clube da Luluzinha com a Ana, Tâmara e Ágatha. Final do dia outside home, barzinho com os amigos, ilhada por conta da chuva. Aliás, muita chuva!!!

1 mês atrás (março de 2010): De volta ao mundo acadêmico, início das aulas no curso de Planejamento Turístico no Instituto Federal. Preparativos para o evento Entre Livros&Cafés e para mais uma noite de autógrafos do meu livro. Hora de abandonar o luto por “um amor não vivido” e olhar para outras direções. Um novo livro na cabeceira da cama: Comer, Rezar e Amar da jornalista americana Elizabeth Gilbert.

6 meses atrás (outubro de 2009): De volta as aulas de salsa. Batalhando na distribuição do Expedição BraBo nas livrarias de Goiânia. Buscando oportunidades de trabalho no exterior.

1 ano atrás (abril de 2009): Últimos dias da minha temporada em terras européias. Tardes agradáveis em ótima companhia pelas ruas, cafés e livrarias da gelada Glasgow. Mais uma vez de volta a Bruxelas. Viagem para a belíssima Cannes. Fim de um grande romance, eu diria o maior deles. Voltar para Genova, arrumar as malas e entregar o meu quarto na Via Asiago. Festa de despedida organizada pelos meus queridos amigos da AIESEC Genova. Malas prontas, tarde ensolarada, abraços, lágrimas na estação de trem. Noite no aeroporto de Milão, horas com o meu amigo lituano ao telefone e o retorno ao Brasil.

2 anos e meio atrás (setembro de 2007): Formatura do curso de Jornalismo. Início do trabalho de conclusão do curso de Gestão Hoteleira. Implantação da AIESEC Goiânia à pleno vapor: realização do primeiro processo seletivo, divulgação nas faculdades, dinâmicas de grupo, entrevistas, noites mal dormidas, correria, treinamento novos membros e enfim uma equipe completa.

5 anos atrás (abril de 2005): Morava em Curitiba por conta do Programa de Mobilidade Acadêmica. Estudava Jornalismo na UFPR. Tinha acabado de mudar para um apto no centro da cidade, próximo a Praça Osório. Iniciava o meu segundo semestre de italiano no Centro de Cultura Italiana da PUC e tinha aulas de canto popular todas às sextas-feiras no Conservatório de Música de Curitiba. Depois das aulas encontrava a Paty, minha amiga portuguesa, dividíamos nossa tradicional porção de batata frita e 1 Malzbier no barzinho em frente ao Green Tower, o prédio em que eu morava.

10 anos atrás (abril de 2000): Nessa época eu estava no primeiro ano do II Grau. Tinha mudado de colégio após 5 após estudando no Colégio Batista Goiano onde conheci as minhas melhores amigas e que trago comigo desde então. Lembro-me do meu espanto e rejeição inicial pelo novo colégio, o Disciplina era gigante e eu não conhecia ninguém. Mas logo essa estranheza ficaria no passado para dar lugar a novas amizades e muitas histórias de adolescência. Sempre tive o hábito de escrever em agendas e guardá-las, ao vasculhar o baú descobri que de 1999 ha 2007 tenho todas guardadas, menos a do ano 2000 que joguei no lixo. Fiquei me perguntando, será por quê?!rsrsrs

Assim como a Lian, adorei a proposta. É realmente muito interessante parar por alguns instantes e olhar pra trás, perceber como pensamentos e comportamentos mudam sem se quer você perceber. Tudo muda muito rápido e como já cantava Cazuza “O tempo não pára”. Tem um ditado popular que diz “quem vive de passado é museu”, certamente! Mas o passado é responsável pelo que somos no presente e nos dá dicas valiosas sobre o que planejamos ser no futuro.

Se alguém mais se animar a entrar no jogo, seja bem-vindo!

7 comentários:

Ana Carolina disse...

Eu também brinquei disso!

Gisy disse...

Adorei a proposta... Soh nao vou copiar pq entro em depressao se me lembrar do meu passado :(
Desculpa Dani... nao to numa fase legal. Saudades!

Anônimo disse...

Ontem conversava sobre isto com o meu irmão, de tentar voltar no tempo e lembrar do que se fez de bom há uns anos atrás.
Isto é muito positivo pra gente relembrar e (re)descobrir o que já nos fez feliz e o que pode continuar fazendo. Às vezes, no dia-a-dia a gente se prende às indecisões do futuro, e esquece das coisas simples e de todo talento que temos pra compartilhar.

Vou fazer o meu 'túnel do tempo' =)
ps: Tb estou lendo Comer, Rezar e Amar.

bjs,
Viviany.

Ciro Ribeiro Rocha disse...

Adorei a proposta também! Vou parar pra pensar sobre qualquer hora. Mas caramba...bom olhar pra trás, né? E ver o quanto a gente aprendeu, passou, cresceu...
Beijos

Lian Tai disse...

Melhor ainda quando vemos a infinitude de experiências que temos nesse período, como parece ser o seu caso... Bjs!

OLa disse...

Lindo o seu post minha amiga querida.
saudades de vc!

Lilian disse...

Nossa, xuxu! Que post foda!!! Vou fazer isso com certeza!!
Beijos